segunda-feira, 12 de julho de 2010

Artigo do Prof. Cleiber Fernandes dos Santos

Há censura na universidade?


Artigo publicado no Jornal Diário da Manhã
.
O artigo impresso está na página 15, edição de 11 de julho de 2010.
.
Sua leitura e comentário são importantes.

Por: Cleiber Fernandes dos Santos

O velho ditado baseado na mitologia grega de que é impossível agradar a gregos e troianos se faz muito presente nos dias atuais. Tenho sido agraciado nos últimos meses com várias publicações de artigos e comentários pelo jornal Diário da Manhã. Demonstração ímpar de que este veículo de comunicação acertou na iniciativa de promover a reflexão e a oportunidade para um público que talvez não tivesse acesso com tanta facilidade aos meios de comunicação disponíveis para publicação de opiniões alheias, talvez, ao editorial de alguns jornais.
.
Aproveitando a oportunidade, todas as publicações realizadas até agora de meus singelos textos são enviados via e-mail para amigos e outras pessoas para que possam fazer a leitura e emitir sua opinião, afinal de contas, para que servem os textos senão para serem lidos?
.
Além disso, a diversidade de opinião é importante para qualquer escritor, e sempre há alguém que, contrário aos nossos pensamentos, expressa uma reflexão necessária para futuras correções e novo posicionamento a respeito do assunto escrito.
.
Há mais de dez anos sou professor na Universidade Estadual de Goiás - Unidade Universitária de Uruaçu. Nesse período tenho escrito sobre muitas coisas, muitos textos sobre diversos assuntos e, principalmente, sobre o ensino superior e sua importância no processo de emancipação da sociedade.
.
Quando eu digo emancipação, na verdade estou querendo dizer que as pessoas precisam ter opinião própria, mesmo que sua opinião esteja alicerçada na opinião dos outros. Apesar de parecer contraditório, gostaria de explicar que sem a leitura e análise de outros textos de opinião, o escritor também não terá assunto para escrever seu próprio texto. Por isso, considero importante e gosto que outras pessoas leiam meus textos.
.
Nunca me senti incomodado quando ouço ideias desfavoráveis aos meus artigos, pois sei que eles podem incomodar ou não. Se estão incomodando é porque alguém se interessa em lê-los. Sinto-me à vontade para expressar meus pensamentos e utilizar o veículo de comunicação, como o jornal, porque sei que é um formador de opinião e me oportuniza um espaço para publicação e divulgação do meu trabalho como escritor.
.
Voltando à Universidade, tenho recebido a contribuição de alguns professores que volta e meia conversam comigo sobre o que escrevo e sobre o que deixo de escrever. Inclusive, já ouvi de um deles que alguns de meus artigos são panfletários. Também já fui questionado sobre os reais motivos dos assuntos tratados no texto, que vão desde política, cultura, educação até comentários sobre pesquisa de opinião a respeito das eleições. Aliás, este meu último comentário foi um dos mais polêmicos, pois se tratou da sucessão governamental em Goiás e da pretensa eleição de um determinado político na cidade de Uruaçu. Tudo normal até aqui, pois gosto de ler, gosto de escrever e gosto de ver meus textos lidos e publicados.
.
Sobretudo, nunca tive nenhum tipo de censura sobre meus artigos, apesar de ter ouvido várias vezes que ocupo um cargo de confiança como secretário acadêmico na Unidade Universitária de Uruaçu – tomei estes comentários como uma reflexão de professores que prezo muito. Entretanto, sei que em outras instituições de ensino superior é preciso ter mais cautela sobre o que se diz e escreve. Natural para um país no qual até mesmo o presidente da República de vez em quando dá um puxão de orelha nos editores mais exaltados de algum jornal.
.
Por tudo isso, meus leitores são de extrema importância para a motivação do meu processo de criação, e a Universidade, como um espaço de livre manifestação, continua com meu apreço, pois nunca aconteceu e espero que jamais tenha que deixar de divulgar os meus artigos porque estão incomodando por dizer verdades que não são aceitas ou por não ter a mesma opinião de quem está lendo.
.
.
Cleiber Fernandes dos Santos é secretário Acadêmico da UEG/ UnU-Uruaçu
.

Um comentário:

Cleiber disse...

Obrigado pela oportunidade. A publicação de um artigo só faz sentido quando leitores o valoriza. Afinal de contas, o jornal sobrevive de leitores, não é mesmo?!