sábado, 31 de dezembro de 2011

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

29-12-2011 - Casseta & Planeta

A Rede Globo bateu o martelo e o novo "Casseta & Planeta" será exibido nas noites de sextas-feiras, após o "Globo Repórter".

Com o subtítulo de "Vai Fundo", o humorístico terá duas temporadas em 2012, com aproximadamente 20 episódios cada.

O programa será "mais reality", segundo o humorista Hubert e cada episódio terá um tema específico. Sem Maria Paula, a turma agora contará com a humorista Mia Mello e a ex-BBB Maria Melilo.

Projeto de Vida - Igreja Assembléia de Deus

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Correios começa a atuar em parceria com o Banco do Brasil

A partir do dia 2 de janeiro de 2012, Correios e Banco do Brasil começam a atuar como parceiros para prestar à população serviços financeiros em todo o País.

As mais de 6 mil agências próprias dos Correios que operam o Banco Postal em 5.273 municípios, ou seja, 95% do território brasileiro, atuarão em conjunto com o Banco do Brasil, oferecendo diversos serviços como abertura de contas, saques, depósitos, acolhimentos de propostas de empréstimos e cartão de crédito, pagamentos de contas, consultas de saldos e extratos e pagamentos de benefícios do INSS.

A aliança histórica entre as duas grandes empresas públicas brasileiras, para a operacionalização do Banco Postal, irá possibilitar aos Correios dar continuidade ao compromisso governamental de promover a inclusão bancária e social, inclusive, por meio da interiorização dos serviços financeiros nas regiões mais remotas do Brasil.

Isto ocorre justamente quando os Correios estão dando os primeiros passos rumo ao processo de modernização e fortalecimento da empresa, com a ampliação da sua área de atuação e a expectativa de diversificação dos negócios, inclusive no segmento financeiro.

Com essa parceria, os Correios esperam prospectar novos negócios, além de modernizar e inovar os serviços oferecidos pelo Banco Postal, com destaque para o microcrédito e o cartão pré-pago.


terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Minutos de Sabedoria [ 9 ]

NOSSA mente está mergulhada na Mente de Deus que sustenta os universos infinitos.
Nossa força mental permanece impregnada da Força Mental divina, que está em toda parte ao mesmo tempo.
Procure manter-se unido a essa Força Infinita, e jamais será derrotado.
Você tem esse poder: confie!
Você vencerá em toda a linha, se o quiser.

Texto de Carlos Torres Pastorino, publicado no livro Minutos de Sabedoria, da Editora Vozes.

domingo, 25 de dezembro de 2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Minutos de Sabedoria [ 8 ]

CADA um de nós é responsável por seus atos.
Por que vai desanimar, pelo que os outros fizeram a você?
Que tem você que ver com isso?
Siga à frente, ainda que o mundo inteiro esteja contra você.
Você há de vencer, mesmo que fique sozinho.
Continue sem desânimo, porque você é o único responsável por seus atos.


Texto de Carlos Torres Pastorino, publicado no livro Minutos de Sabedoria, da Editora Vozes.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Minutos de Sabedoria [ 7 ]

EMBORA sozinho, continue a caminhada!
Se todos o abandonarem, prossiga sua jornada.
Se as trevas crescerem em seu redor, mais uma razão para que você mantenha acesa a pequenina chama de sua fé.
Não deixe que sua luz se apaque, para que você mesmo não fique em trevas.
Ilumine, com sua luz, as trevas que o circundam.

Texto de Carlos Torres Pastorino, publicado no livro Minutos de Sabedoria, da Editora Vozes.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Histórias sobre Sexo

• Acontecem 114 milhões de relações sexuais todos os dias no planeta. Se todas atingissem o orgasmo, teríamos 2.638 orgasmos por segundo.
• Em apenas 20 ejaculações, o homem produz espermatozóides que são suficientes para povoar o mundo inteiro. Cada ejaculação dura de cinco a dez segundos.
• Na Babilónia, os homens pagavam caro para conseguir as mulheres mais bonitas. As feias repartiam o dinheiro arrecadado para que pudessem comprar um marido.
• O rei Menefta retornou a Carnac, no Egito, depois de derrotar os líbios. Para comprovar a sua vitória, trouxe 13 mil pénis decepados dos seus adversários.
• Na Grécia Antiga, o exército encorajava o alistamento de casais homossexuais. Acreditava-se que, lado a lado, dois amantes lutariam até à morte.
• Os homens da tribo Waibirir, na Austrália Central, costumam apertar o pénis de um visitante como forma de cumprimento.
• No início do século 20, o médico inglês Robert L. Dickinson assustou-se e fotografou um pénis que media 33cm erecto. Depois de 30 anos de pesquisa, o francês Louis Jacolliot encontrou em Mali, um país africano, um jovem com um pénis em repouso de 35cm e 7cm de diâmetro. Ele acabaria por ser “destronado” pelo legendário Long Dong Silver, com 47,5cm em estado flácido, o maior pénis de que se tem notícia até hoje. Silver não conseguia ter erecções. Ele ganhava dinheiro fazendo espectáculos nos quais dava um duplo nó no membro.
• Em 1343, a rainha Joana I, de Nápoles, casou-se com o príncipe húngaro Andrea, dono de um enorme nariz. Ela imaginava que o tamanho dos dotes do marido fossem proporcionais ao nariz e… enganou-se! ‘‘Ó, nariz, como foi que me pôde enganar assim tão maldosamente?’’ — disse Joana, antes de mandar estrangular o marido.
• Em 1593, um inquisidor relatou a existência do clitóris pela primeira vez. Ao observar uma mulher acusada de bruxaria, ele descreveu o órgão como ‘‘o bico do seio do diabo’’.
• Aconteceu no Mons Venus Club, na cidade de Tampa, estado da Flórida. Depois de uma discussão, um homem de 75 anos disparou contra a stripper Dora Oberling. Os médicos disseram que a prótese de silicone lhe salvou a vida.
• A rainha Cleópatra era especialista na arte do amor. Dizia-se que ela chegou a fazer sexo oral em 100 homens numa única noite. Tanto que ganhou o apelido de ‘‘Boca Escancarada’’.
• A esposa do imperador Cláudio ficou famosa pelo seu insaciável apetite sexual. Calcula-se que ela teria feito sexo com cerca de 8 mil homens. E viveu apenas 26 anos… Cruel, Messalina ordenava que alguns homens que não mais lhe serviam fossem masturbados até ficarem impotentes ou morrerem.
• O imperador que mandou colocar fogo em Roma teve uma vida sexual movimentada. Mandou cortar os testículos do jovem Esporo para transformá-lo em mulher e casou-se com o rapaz, que vestia o véu de noiva. Uma testemunha do ‘‘casamento’’ disse que teria sido um grande bem para a humanidade se o pai de Nero, tivesse casado com uma mulher semelhante’’.
• O homossexualismo era comum entre padres Mas em 567, o Concílio de Tours determinou que dois padres não deviam mais dormir na mesma cama.
• O papa João XII foi morto à pancada no ano de 963 por um marido traído que o encontrou na cama, a ter sexo com a mulher.
• Na Idade Média, os violinos não podiam entrar nos conventos ou mosteiros. Motivo: segundo a Igreja, o formato do instrumento lembrava o corpo de uma mulher e poderia prejudicar a pureza dos bons cristãos.
• Os donos de antigos bordéis inventaram uma forma de fazer com que as “suas moças” passassem por virgem várias vezes. Encharcavam de sangue um pedaço de esponja e o colocavam na vagina da mulher. Quando o pénis do cliente a penetrava, a esponja libertava o sangue.
• Duas grandes personalidades da história morreram virgens: o cientista inglês Isaac Newton (1642-1727) e o filósofo alemão Emanuel Kant (1856-1950). Já o dramaturgo inglês Bernard Shaw (1856-1950) perdeu a virgindade aos 29 anos quando foi seduzido por uma viúva. Ficou tão chocado com a experiência que passou 15 anos sem a repetir.
• Um orgasmo feminino dura de cinco a dez segundos mais que o masculino. Em algumas mulheres, já foram medidos orgasmos de até um minuto. Na hora do orgasmo, as paredes da vagina soltam uma descarga de 244 milivolts. Cinco mulheres produzem energia suficiente para acender uma lâmpada de um volt.
• Na Antiguidade, os chineses usavam gansos para satisfazer as suas necessidades sexuais. Pouco antes da ejaculação, o homem mergulhava a cabeça do ganso na água para sentir as ‘‘prazerosas contracções anais da vítima durante os seus últimos espasmos’’. Em Hong Kong, as prostitutas do cais resolveram adaptar essa prática para atrair clientes. Elas mergulhavam a própria cabeça dentro da água, enquanto o parceiro fazia a penetração da vagina por trás.

Fonte: Blog X-Plore

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

9 de Dezembro - Dia Internacional Contra a Corrupção

Pela resolução 58/4 de 31 de Outubro de 2003, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 9 de Dezembro como Dia Internacional Contra a Corrupção. Esta decisão foi tomada com a finalidade de aumentar a sensibilização relativamente à corrupção, bem como ao papel que pode desempenhar a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção para a combater e prevenir.

Links utéis:
*
Nota do Conselho Pontifício Justiça e Paz: "A luta contra a corrupção"


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Convite: Seminário Espírita O 13º Apóstolo

Minutos de Sabedoria [ 6 ]

RESOLVA seu problema!
Há muito tempo você se propõe reformar sua vida, melhorar seus atos, cessar definitivamente suas fraquezas.
Vamos, então, começar a partir deste momento!
Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje...
De certo você não há de resolvê-lo do dia para a noite.
Mas, comece já!
E se cair de novo, não desanime: saiba recomeçar quantas vezes for preciso!

Texto de Carlos Torres Pastorino, publicado no livro Minutos de Sabedoria, da Editora Vozes.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

domingo, 4 de dezembro de 2011

Morre ex-jogador Sócrates

Morre ex-jogador Sócrates, 57, vítima de infecção generalizada


Ídolo do Corinthians, o médico e meio-campista corintiano Sócrates Brasileiro, estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por causa de uma infecção intestinal. O jogador, a mulher Kátia Bagnarelli, e um amigo passaram mal após um almoço, na última quinta-feira. Fragilizado por uma hemorragia digestiva que o levou à internação por duas vezes, o craque do toque do calcanhar, que participou da seleção brasileira nas Copas de 1982 e 1986, não resistiu.

Fonte: Blog do Beto

sábado, 3 de dezembro de 2011

Reflexão de Bob Marley

9 de Dezembro - Dia Internacional Contra a Corrupção

EDITAL DE CONVOCAÇÃO - Assembléia Geral Extraordinária de Criação do Sindicato dos Vigilantes do Vale do São Patrício

Pelo presente edital, ficam convocados todos os empregados em empresas de segurança, pessoal, patrimonial, guarda, vigia, vigilante, escolta armada e transporte de valores dos Municípios de Barro Alto, Carmo do Rio Verde, Ceres, Guaraita, Guarinos, Hidrolina, Ipiranga de Goiás, Itapaci, Itapuranga, Jaraguá, Morro Agudo de Goiás, Nova América, Nova Glória, Pilar de Goiás, Rialma, Rianápolis, Rubiataba, Santa Isabel, Santa Rita, Uruaçu, Uruana, do Estado de Goiás, para se reunirem em Assembléia Geral Extaordinária no dia 18 de dezembro de 2011, às 10:00 horas, na Av. Floresta QD 05 Lt 17, Centro, Itapaci, Estado de Goiás, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Fundação do SINVASP - Sindicato dos empregados em empresas de segurança, segurança pessoal, patrimonial, guarda, vigia, vigilante, escolta armada, transporte de valores dos Municípios acima citados do Estado de Goiás. b) Fixação da respectiva base territorial; c) discussão e aprovação dos Estatutos Sociais; d) Eleição e Posse da Diretoria, Conselho Fiscal e respectivos suplentes e prazo de respectivo Mandato; e) Fixação de índice, discussão sobre o valor e autorização de desconto da Mensalidade Associativa; f) Filiação à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.


Goiânia, 29 de novembro de 2011.


Lázaro Pereira da Luz

Presidente da comissão pró-fundação do SINVASP - Fone: 98069923

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Omitir é mentir?


“As mentiras mais cruéis são geralmente pronunciadas no silêncio”

Robert Louis Stevenson

Silêncios confrangedores. Por vezes, uma assombrosa falta de frontalidade; a ausente coragem para assumir a mentira. O silêncio afoga a mentira na sua projectada ilusão, como se a mentira ficasse resguardada nos contrafortes da existência sem se dar a conhecer às suas vítimas. Que vegetam na doce ignorância da traição desconhecida. A indignidade atinge o ponto de rebuçado. Perfuma o mais puro desrespeito pelas vítimas da mentira. O pior é que na embaraçosa luta interior com a mentira por carência de frontalidade, acaba tudo por desaguar na falta de respeito que atinge quem a omite.

Outras vezes, a omissão da mentira é – julga-se – um acto caritativo. Uma pungente caridade. Dir-se-ia, uma caridade impregnada da mais sangrenta crueldade. Em vez da coragem de confrontar as vítimas, o silêncio remete a mentira para a sua suposta inexistência. Por respeito às vítimas, poupadas às dores trazidas pela mentira omitida. Julga-se que há caridade neste silêncio que é uma traição à mentira omitida. Será por respeito às vítimas da mentira que ela é silenciada. Melhor será que continuem a viver na ignorância da mentira que as afligiria, viessem elas a travar conhecimento com ela. O que seria caridade transfigura-se no acovardar dos titulares da mentira. Omitem-na por falta de coragem, não em homenagem às suas vítimas.

Apaziguam-se consciências no silêncio comprometedor que aniquila mentiras. Como se elas fossem diluídas no eco dos silêncios repetido no tempo. O tempo teria o condão de medrar o esquecimento da mentira. Seria um trato entre o fautor da mentira e os relógios de todo o mundo para que eles acelerassem os ponteiros e se apressasse a diluição da mentira no silêncio repercutido nos dias sucessivos. A consciência ao início turvada, aclarando-se à medida que os dias fossem sendo ultrapassados e, nos seus interstícios, a memória se toldasse em cores baças.

As “mentiras cruéis”, as que são, diz-se, curtidas na pele onde arremete o silêncio. E há mentiras que não sejam cruéis? Há mentiras que venham ao conhecimento na antítese da crueldade, sem o seu odor implacável? Ou, porventura, as mentiras ganham uma espessura cruel quando vêm encerradas no seu silêncio. Admitir que as vítimas das mentiras hão-de preferir tomar conhecimento delas, de que são as suas vítimas. Ao saberem-se vítimas, a mentira desprende-se dos traços de crueldade.

Esta dialéctica entre o fautor e a vítima da mentira, quando é intermediada pelo silêncio comprometedor, encerra uma teia de paradoxos. Consoante a dialéctica seja olhada pelo ângulo de quem comete a mentira ou de quem é dela vítima. Pode ser incongruente que as mentiras mais cruéis sejam as que não chegam a provocar a amargura em que nelas mergulha como destinatário. É que o silêncio cauciona o desconhecimento, fermenta a ignorância. E, pelos fragmentos do desconhecimento, não tomam consciência do papel miserável a que a mentira os destina. É como se a epiderme nem sentisse os espinhos espalhados nos lençóis onde o corpo se deita, julgando que os lençóis têm o tacto agradável do cetim.

Se as mentiras mais cruéis são as que ficam resguardadas no silêncio? Sê-lo-ão para quem assim as cauciona. Haverá ameias tão altas para jamais entoar os segredos da mentira. O silêncio será o túmulo onde nidifica o conturbado escrúpulo dos que titulam a mentira silenciada. Não será por respeito a quem sobra como vítima da mentira: ou não seriam alguma vez as vítimas sequer colocadas nesse papel, não chegasse a mentira a ser silenciada. Julgar que a omissão aniquila a mentira é mentir a si mesmo. Mentir à própria mentira. Uma dupla mentira. Um jogo de espelhos onde se simulam os efeitos desejados, mas impossíveis, que a omissão das palavras acomete sobre os actos remetidos à condição de mentira. Como se através do jogo de espelhos, e do silêncio possuído de dotes mágicos, a mentira o deixasse de ser.

Volto a debater-me com o jogo de palavras de Stevenson: na dialéctica entre os actores da mentira, a omissão revela a crueldade suprema para quem é seu fautor. A quem sobra a terrível amargura interior de conviver sozinho com a dupla indignidade: de ter mentido e de perceber a ausente coragem para a revelar. Um silêncio que é traição de si mesmo. Daí a crueldade suprema.

Links da Semana

Site do Ministério da Justiça
http://portal.mj.gov.br/

Blog O Felino
http://ofelino.blogspot.com/

Blog do Fábio Pereira
http://fabiopereira.wordpress.com/

Blog Coisas Milenescas
http://mileneazevedo.blogspot.com/

Site da PUC-GO – Pontificia Universidade Católica de Goiás
www.pucgoias.edu.br

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Carta SUS

Carta SUS permitirá que população avalie serviços de saúde

Os Correios e o Ministério da Saúde firmaram nesta quinta-feira (1º), durante a 14ª Conferência Nacional de Saúde, em Brasília, parceria para viabilizar uma nova ferramenta para receber sugestões, críticas e até mesmo denúncias de usuários internados nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de janeiro do próximo ano, todos os pacientes que passarem pela rede hospitalar públicas receberão, em casa, uma carta-resposta, batizada de Carta SUS, para que avaliem o atendimento recebido. A Carta SUS terá porte-pago, ou seja, seu envio não terá nenhum custo para o usuário.

Assinaram o contrato múltiplo de prestação de serviços e vendas para este serviço o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o subsecretário de assuntos administrativos do ministério, Marcos José Pereira Damasceno, e o diretor da DR de Brasília, Antonio Tomás.

Questionário - O usuário responderá a cinco perguntas sobre a qualidade das instalações do hospital, o atendimento prestado pela equipe de saúde, a maneira como foi tratado e se recomenda o hospital a algum amigo ou parente. Ao receber a carta, o paciente poderá avaliar a qualidade e a agilidade do atendimento prestado e denunciar se foi vítima de algum abuso ou irregularidade, como a cobrança de procedimentos nos hospitais do SUS.

Além do questionário para a avaliação do paciente, a Carta SUS trará informações como a data da entrada no hospital, o dia da alta e o motivo da internação. O usuário poderá conferir se os dados estão corretos e se correspondem ao serviço prestado de fato, além de conhecer o custo total da internação.

Os Correios vão produzir e enviar, mensalmente, uma média de um milhão de cartas aos usuários do SUS que passaram por internação hospitalar ou outros procedimentos. Com o envio das cartas, que será permanente, serão gerados relatórios de avaliação do atendimento. Em caso de irregularidades, serão desencadeados processos de auditoria para averiguar se houve desvio de recursos ou má aplicação de verba pública.

Release 01/12/2011 - 18h06

1º de Dezembro - DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A AIDS

Em 30 anos, 608,2 mil pessoas foram infectadas pelo vírus da Aids no Brasil

O maior número de casos de Aids está concentrado na Região Sudeste.

Às vésperas do Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º de dezembro), o Ministério da Saúde divulgou o Boletim Epidemiológico 2011 assinalando que, entre 1980 e junho de 2011, 608.230 pessoas foram infectadas com o vírus da aids no Brasil. Menos de 1% da população de 15 a 49 anos tem Aids - a taxa de prevalência é 0,61% e manteve-se relativamente estável entre 2009 e 2010. A prevalência na população masculina é 0,82% e entre as mulheres 0,41%.

O maior número de casos de Aids está concentrado na Região Sudeste - a mais populosa - onde o Ministério da Saúde registra 343.095 casos - 56,4% dos casos já contabilizados do país.

Em 2009, foram diagnosticados 35.979 casos. Em 2010, esse número caiu para 34.212. O número de óbitos passou de 12.097 para 11.965, na mesma comparação.

Em 2010, a Região Sul apresentou a maior taxa de incidência, isto é, 28,8 casos para cada 100 mil habitantes.

No mesmo ano, as maiores taxas de incidência foram encontradas na faixa etária de 35 a 39 anos, sendo que os homens têm 49,4 casos em 100 mil habitantes e as mulheres 27,4.

Segundo o Ministério da Saúde, o coeficiente de mortalidade, devido ao HIV/aids, foi 6,3 óbitos por 100 mil habitantes, em 2010. O maior índice foi registrado na Região Sul (9 mortes por 100 mil habitantes).

Com Agência Brasil